VENHA, SENTE-SE CONOSCO!

Pronto, vamos fazer uma pausa, deixando de lado todos os nossos “inúmeros afazeres”.
Haverá tempo suficiente para todos eles mais tarde …
Preparei a lareira perfeita para nós. O fogo vai durar a noite inteira — suficiente para todas as nossas “histórias dentro de histórias”.
Um momentinho só, enquanto termino de lavar a mesa com menta fresca.
Pronto, vamos usar a louça bonita. Vamos beber o que estávamos reservando para “uma ocasião especial”.
Sem dúvida, “uma ocasião especial” é qualquer ocasião à qual a alma esteja presente.
Você já percebeu? “Reservar” para outra hora é o jeito que o ego tem de dizer, rabugento, que não acredita que a alma mereça prazer no dia-a-dia. Mas ela merece, de verdade. A alma sem dúvida merece.
Por isso vamos nos sentar um pouco, comadre, só nós duas .. que as outras estão chegando ……

Nossos próximos encontros. Para saber mais acesse a agenda completa!

jun
8
qui
Jornada das Matriarcas
jun 8@19:30 – 21:30
Jornada das Matriarcas

Ao longo dos tempos, entre os Kiowas, Cherokee, Iroquois, Seneca e em várias outras tribos nativas norte-americanas, as anciãs contavam e ensinavam, nos Conselhos de Mulheres e em suas Tendas Lunares, as tradições herdadas de suas antepassadas. Dentre várias dessas lendas e histórias, sobressai a lendas das “Treze Mães das Tribos Originais”, representando os princípios da energia feminina manifestados nos aspectos da Mãe Terra e da Vovó Lua.

Conta a lenda que, no início da vida no nosso planeta, havia abundância de alimentos e igualdade entre os sexos e as raças. Mas, aos poucos, a ganância pelo ouro levou à competição e à agressão; a violência resultante desviou a Terra de sua órbita, levando-a a cataclismos e mudanças climáticas. Em consequência, para que houvesse a purificação necessária do planeta, esse primeiro mundo foi destruído pelo fogo.

Assim, com o intuito de ajudar em um novo início e restabelecer o equilíbrio perdido, a Mãe Cósmica, manifestada na Mãe Terra e na Vovó Lua, deu a humanidade um legado de amor, perdão e compaixão, resguardado no coração das mulheres. Para isso, treze partes do Todo foram manifestadas no mundo material como as Trezes Matriarcas, representando as treze lunações de um ciclo solar e atributos de força, beleza, poder e mistério do Sagrado Feminino. Cada uma por si só e todas em conjunto, começaram a agir para desenvolver às mulheres a força do amor e o bálsamo do perdão e as trezeda compaixão que iriam se manifestar em um novo mundo de paz e iluminação, quando os filhos da Terra teriam aprendido todas as lições e alcançado a sabedoria.

Cada Matriarca detinha no seu coração o conhecimento e a visão e no seu ventre a capacidade de gerar sonhos. Na Terra, elas formaram um conselho chamado “A Casa da Tartaruga” e, quando voltaram para o interior da Terra, deixaram em seu lugar treze crânios de cristal, contendo toda a sabedoria por elas alcançada.

Por meio dos laços de sangue dos ciclos lunares, as Matriarcas criaram uma Irmandade que une todas as mulheres e visa a cura da Terra, começando com a cura das pessoas. Cada uma das Matriarcas detém uma parte da verdade representada, simbolicamente, em cada uma das treze lunações. Conhecendo essas verdades milenares e a sabedoria dos ancestrais, as mulheres atuais podem recuperar sua força interior, desenvolver seus dons, realizar seus sonhos, compartilhar sua sabedoria e trabalhar em conjunto para curar e beneficiar a humanidade e a Mãe Terra. (1) Mirella Faur

A antiga tradição dessa Irmandade foi transmitida a Jamie Sans por duas anciãs da tribo Kiowa em 1970. O objetivo da Irmandade é proporcionar as mulheres ritos de passagem e práticas eficientes para seu fortalecimento pessoal, alinhamento familiar e grupal, a cura dos desequilíbrios coletivos e planetários.

Nossos antepassados viam a passagem dos ciclos e estações observando que treze luas se passaram antes da mesma estação retornar o que chamamos de Arco Sagrado ou Roda Medicinal. Este circulo unificado representa a relação sagrada de toda a vida para toda a Terra. O Arco Sagrado, também representa o caminho anual que nossa Mãe Terra fez em torno do Avô Sol, através do céu ou órbita. A Órbita da viagem que Avó Lua faz em torno de nossa Mãe Terra é outro ciclo dando aos Ancestrais uma compreensão da importância de todos os ciclos concêntricos trazendo vida na unidade e harmonia.

Hoje os conhecimentos do Conselho das Matriarcas são transmitidos oralmente por mulheres com a missão de honrar a herança da espiritualidade feminina, fortalecer a Irmandade e promover o desenvolvimento dos dons e habilidades em outras mulheres mantendo o equilíbrio das Leis Sagradas Universais.

O vento da noite chegou clamando, batendo na minha porta, se esgueirando pelas frestas da antiga tenda e trazendo os espíritos renascidos dos ossos das Mães dos Clãs. Eu ouvi as batidas do tambor e as canções sopradas pelo vento. Tinha chegado o momento; cobri-me com meu xale e dancei a noite inteira para celebrar, pois o búfalo tinha retornado. – Jamie Sams

Ao todo serão 27 encontros, sendo 26 da jornada das Matriarcas (2 por mês) e um de fechamento em uma jornada de imersão de final de semana.

Serão dois encontros mensais onde você estará trabalhando a energia da Matriarca da Lunação. Os encontros são as quintas-feiras das 20:00 as 21:30 em São Paulo e Maceió!
Estaremos juntas trilhando a sabedoria do Clã das Matriarcas!

Será um trabalho de percepção e sensibilização da força da união e preservação dos princípios da comunidade, aliando arteterapia e meditação com suporte psicoemocional.
Estudaremos as 13 atitudes éticas, como um mapa auxiliar na jornada do crescimento, e seus temas centrais.
1 – As Relações
2 – As Tradições Sagradas
3 – A Igualdade
4 – A Visão
5 – A Escuta
6 – A Contadora de Histórias
7 – O Amor Incondicional
8 – A Curadora
9 – O Poente
10 – A Tecelã
11 – A Liderança
12 – A Gratidão
13 – A Compaixão

Polos em que aconteceram a jornada:

Maceió (AL)

Coordenação: Lívia Correia. Tel (82) 99644-8123

São Paulo

Polo Zona Oeste: Coordenação Tamaris Fontanella. Tels: (11) 2894-6936 (Net) (11) 94208-5196 (Vivo/WhatsApp) (11) 98819-9764 (Claro).
_____________________________________________________

Conteúdo e calendário abaixo:

A Primeira Matriarca: “Aquela que fala com todos os Seres” 16/03 e 30/03/2017
Guardiã do aprendizado e da verdade rege o tempo e as estações, nos ensina a sabedoria do ritmo da vida e a comunhão com a natureza para o equilíbrio do espírito.

A Segunda Matriarca: “A Guardiã das Tradições Sagradas” – 06/04 e 27/04/2017
Guardiã da Sabedoria rege as tradições sagradas e a memória do conhecimento planetário, nos dá a noção de família como um todo, reafirmando os laços com nossos irmãos da criação, nos ensina a encontrar sabedoria, aceitando o espaço sagrado de cada ser.

A Terceira Matriarca: “Aquela que pesa a verdade” – 04/05 e 25/05/2017
É a guardiã das gerações futuras, nos ensina a encontrar a verdade pessoal encarando o futuro sem medo e manifestando as nossas visões na terra.

A Quarta Matriarca: “Aquela que vê longe” – 08 e 29/06/2017
É a guardiã dos sonhos, nos ensina a usar a força de nossos pensamentos e sentimentos para alcançar o que desejamos, rege a magia da vontade e nos guia para o descobrimento de nosso potencial pessoal.

A Quinta Matriarca: “Aquela que Ouve” – 13 e 27/07/2017
É a guardiã do silêncio, nos ensina a silenciar para ouvir a voz interior que nos guia,as mensagens que estão ocultas e o silêncio pode revelá-las.Encontrando assim a calma e a paz necessária para transformarmos as nossas vidas.

A Sexta Matriarca: “A Contadora de Histórias” – 10/08 e 31/08/2017
Nos ensina o equilíbrio entre o sagrado e o profano, ensina por meio de contos e histórias já vivenciadas, preserva a tradição oral de nossos ancestrais, e busca ensinar através da experiência. Nos ensina o relacionamento correto com os nossos irmãos da criação.

A Sétima Matriarca: “Aquela que Ama Todas as Coisas” – 14/09 e 28/09/2017
Guardiã do amor incondicional, ensina o amor e a compaixão e a amar o self sem restrições.Ela nos ajuda a curar as feridas do passado.

A Oitava Matriarca: “Aquela que cura” – 19/10 e 26/10/2017
A guardiã das plantas e raízes, que nos auxilia a utilizar os poderes da natureza em nossa cura.

A Nona Matriarca: “Aquela que anda com firmeza” – 09 e 30/11/2017
É a mãe da inovação e perseverança, mostra que somos capazes de fazer mudanças por nós mesmos, nos ensina a medida adequada de vontade e poder para transmutar nossas fraquezas, a não depender dos outros para agir.

A Décima Matriarca: “Aquela que tece a teia” –  14/12/2017
Nos ensina a desenvolver nossas habilidades, destruindo limitações, nos dando o poder de materializar nossos sonhos.

A Décima Primeira Matriarca: “Aquela que protege os caminhos” –  data a ser definida
A guardiã da liderança e dos nossos caminhos, aquela que nos ensina andar com firmeza.

A Décima Segunda Matriarca: “Aquela que agradece as dádivas” – data a ser definida
Não importa a dificuldade ou desafio deve-se agradecer por essas oportunidades que nos permite desenvolver a força interior.

A Décima Terceira Matriarca: “Aquela que dá a visão” – data a ser definida
A guardiã da mudança que apoia o caminho escolhido, nos orienta nos desafios da jornada para a evolução espiritual.

Fechamento: Data a ser marcada com as participantes por ser um rito de passagem em imersão de final de semana.

_______________________________________________________

Investimento: Matrícula R$ 80,00 – 13 parcelas de R$ 90,00 (Irmandade de Thea 13 x de 70,00) – O valor da imersão de fechamento será verificado junto ao grupo porque depende da definição de escolha do local externo (sítio/chácara) que será escolhido pelas participantes.

Isenção de matrícula para integrantes da Irmandade de Thea.

Serão necessários materiais individuais de tecidos, feltros, linhas, lãs e tinta de tecido. Mais informações sobre o material será repassado as participantes após a matrícula. Link para matrícula: http://despertarfeminino.com.br/pagamentos/matriculaclamatriarcas.html

_____________________________________________________

Locais dos encontros:

Maceió (AL) – Coordenação: Lívia Correia. Tel (82) 99644-8123

São Paulo – Polo Zona Oeste: Coordenação Tamaris Fontanella. Tels: (11) 2894-6936 (Net) (11) 94208-5196 (Vivo/WhatsApp) (11) 98819-9764 (Claro). Endereço: Rua Caativa 325 – Alto da Lapa

Link para matrícula: http://despertarfeminino.com.br/pagamentos/matriculaclamatriarcas.html

www.pdf24.org    Send article as PDF   
jun
11
dom
Vivência Renascendo Sacerdotisa – Clã da Lua @Templo Despertar Feminino
jun 11@14:00 – 17:30

Utilizando a magia ancestral e a psicologia arquetípica entraremos em contato com a faces que integram nossa Mulher, buscando aprimorar, colocar em prática os ensinamentos desses eternos mitos femininos e celebrar as novas passagens moldando as nossas vidas nos arquétipos da Donzela, Guerreira, Mãe e Anciã.

O Trabalho pretende oportunizar a reafirmação do Eu focando através de técnicas de Mobilidade do Corpo, Comunicação, Interação, Vibração e Motilidade, Auto-expressividade, Autoconhecimento e Auto-expressão, Técnicas Meditativas, Programação Neurolinguística, Theadança®, Integração, Consciência e Ritos de Passagem.

Um Mergulho de amor em nossa Energia Feminina transcendendo a nossa Sabedoria e engrandecendo nossa vibração de Alma.

Nosso encontro será totalmente vivencial.

Dia 11/06/2017 das 14 as 17hs

Investimento: R$ 80,00 (Irmandade de Thea R$ 56,00)

TRAZER

  • dois metros de fita vermelha (espessura larga)
  • trazer saia
  • preferencialmente vir de roupa branca
  • Alimentos a serem compartilhados ao final da vivência

INCLUSO

  • Material vivencial
Os Desígnios da Sacerdotisa

10616173_899327093413000_4320724533703136267_nEu sou o tom harmonioso do canto do passarinho
E o riso da menina em alegre burburinho.
Sou o som borbulhante da água em correnteza
E o aroma das flores da natureza.
Sou a folha levada pela brisa a soprar
E as labaredas do fogo na clareira a dançar.
Sou o cheiro doce da chuva na terra molhada
E o ardor da paixão na alma enamorada.
Sou a germinação da semente na primavera
E o amadurecimento do trigo no verão.
Sou a profundeza calma do crepúsculo
Que ao final do dia acalma o coração.
Sou encontrada no piscar do olhar do idoso…
E no nascimento do tenro filhote…
Sim… Sou Nascimento, Crescimento e Morte,
Eu sou a Terra graciosa onde você se abastece.
E a envolvo docemente no calor do meu amor.
Aquele que você procura e encontra:
Não sozinha… não abaixo… não acima!
Pois sou a Senhora, a Criadora, a Guerreira, a Menina e a Mãe!”
www.pdf24.org    Send article as PDF   
jun
17
sáb
AlcaThea Al – Fiandeiras do Destino
jun 17@08:00 – 11:00
AlcaThea Al - Fiandeiras do Destino

ALCHATEA começa sua primeira Jornada 2017!

“A Natureza Selvagem sabe instintivamente aguentar e resistir, às vezes com elegância, às vezes sem muito estilo, mas resistindo assim sempre. Para a Mulher Selvagem a continuidade é uma das suas maiores forças.”*

Continuar muitas vezes implica em lamber nossa feridas sagradas, embora a Alma deseje exprimir a verdade nosso instinto irá vaguear até encontrar o que ela deseja, e assim irá se distanciar dela, cada vez mais e mais.

“Embora a mulher possa parecer desmiolada … esteja correndo de um lado para o outro tentando reconquista-la, na maioria das vezes ela está recolhendo informações, provando um pouco disso aqui, agarrando com uma patada um pouco daquilo lá….

A persistência é estranha: ela exige uma energia tremenda e pode se abastecer por um mês com cinco minutos de contemplação de águas calmas…. A principal característica da natureza selvagem é a persistência. A perseverança.”*

Mas realmente, quais são as necessidades de sua Alma?

Nossa Jornada toma como base o capítulo “A procura da nossa turma: a sensação da integração com uma benção” do livro Mulheres que correm com os Lobos (Clarissa Pinkola Estés).

Na Jornada Fiandeiras do Destino você reencontrará seus anseios nos mundos da natureza e da criatividade, fiará novas possibilidades; caçando, farejando e resgatando aspectos inerentes a sua auto-suficiência feminina e dando luz ao tecer de um novo caminho na libertação da sua Essência Selvagem!

Datas dos encontros:
SÁBADOS das 08h30 as 11h30 – 3 encontros dias: 29/04, 20/05 e 17/06

Valor de contribuição da jornada completa: R$ 105,00

ou valor de contribuição por encontro: R$ 53,00 (Irmandade de Thea R$ 35,00)

serão necessários materiais como linhas e adereços para confecção do tecer em nossa jornada de fiandeiras

www.pdf24.org    Send article as PDF   
jun
23
sex
Benção da Lua Nova – Moon Blessing e Sisterhood @Polo Maceió
jun 23@20:00 – 21:30

Desde os tempos antigos, as mulheres foram se reunindo em círculo para aprender, crescer e transcenderem juntas.
Esses encontros tem fortalecido laços e comunidades criadas através da oferta de um espaço para as mulheres se conectarem com a sua verdade autêntica.

Todo mês nos reunimos para receber as bênçãos da Lua Nova através de uma egrégora mundial  do sistema Moon Blessing® (idealizado por Tamaris Fontanella)  e do Sisterhood.
Milhares de mulheres em todo o mundo se reunirão em círculo para se conectar , elevar e transformar juntas!

A Lua nova marca o inicio de cada ciclo lunar, que começa quando a lua fica invisível e na mesma direção, assim como o Sol no Céu, e atinge o clímax como Lua Cheia que é meio caminho do ciclo.

A Lua Nova é ideal para manifestar os desejos de cura e bem estar para a vida.

É o Momento de ajustarmos a nossa intenção, de escolhermos as sementes que queremos que frutifiquem. É aqui que meditamos as inspirações recebidas na Lua Cheia para serem manifestadas, iniciadas. Também nos livramos de toxinas do corpo e da mente e atraímos a energia de Prosperidade, agradecer por tudo o que foi obtido na lunação anterior.

mulher da luaPróximos encontros 2017:

27/03 – Face da Anciã

23/06 – Face da Guerreira

20/09 – Face da Donzela

18/11 –  Face da Mãe

Harmonia, apoio mútuo, celebração, aceitação e elevação são os propósitos desse Encontro.
Coloque sua saia, traga flores, alimentos a serem compartilhados, um objeto que represente sua energia para enfeitar nosso altar, objetos que queira que sejam consagrados na Lua Nova e muito amor!

www.pdf24.org    Send article as PDF   
jun
29
qui
Jornada das Matriarcas
jun 29@19:30 – 21:30
Jornada das Matriarcas

Ao longo dos tempos, entre os Kiowas, Cherokee, Iroquois, Seneca e em várias outras tribos nativas norte-americanas, as anciãs contavam e ensinavam, nos Conselhos de Mulheres e em suas Tendas Lunares, as tradições herdadas de suas antepassadas. Dentre várias dessas lendas e histórias, sobressai a lendas das “Treze Mães das Tribos Originais”, representando os princípios da energia feminina manifestados nos aspectos da Mãe Terra e da Vovó Lua.

Conta a lenda que, no início da vida no nosso planeta, havia abundância de alimentos e igualdade entre os sexos e as raças. Mas, aos poucos, a ganância pelo ouro levou à competição e à agressão; a violência resultante desviou a Terra de sua órbita, levando-a a cataclismos e mudanças climáticas. Em consequência, para que houvesse a purificação necessária do planeta, esse primeiro mundo foi destruído pelo fogo.

Assim, com o intuito de ajudar em um novo início e restabelecer o equilíbrio perdido, a Mãe Cósmica, manifestada na Mãe Terra e na Vovó Lua, deu a humanidade um legado de amor, perdão e compaixão, resguardado no coração das mulheres. Para isso, treze partes do Todo foram manifestadas no mundo material como as Trezes Matriarcas, representando as treze lunações de um ciclo solar e atributos de força, beleza, poder e mistério do Sagrado Feminino. Cada uma por si só e todas em conjunto, começaram a agir para desenvolver às mulheres a força do amor e o bálsamo do perdão e as trezeda compaixão que iriam se manifestar em um novo mundo de paz e iluminação, quando os filhos da Terra teriam aprendido todas as lições e alcançado a sabedoria.

Cada Matriarca detinha no seu coração o conhecimento e a visão e no seu ventre a capacidade de gerar sonhos. Na Terra, elas formaram um conselho chamado “A Casa da Tartaruga” e, quando voltaram para o interior da Terra, deixaram em seu lugar treze crânios de cristal, contendo toda a sabedoria por elas alcançada.

Por meio dos laços de sangue dos ciclos lunares, as Matriarcas criaram uma Irmandade que une todas as mulheres e visa a cura da Terra, começando com a cura das pessoas. Cada uma das Matriarcas detém uma parte da verdade representada, simbolicamente, em cada uma das treze lunações. Conhecendo essas verdades milenares e a sabedoria dos ancestrais, as mulheres atuais podem recuperar sua força interior, desenvolver seus dons, realizar seus sonhos, compartilhar sua sabedoria e trabalhar em conjunto para curar e beneficiar a humanidade e a Mãe Terra. (1) Mirella Faur

A antiga tradição dessa Irmandade foi transmitida a Jamie Sans por duas anciãs da tribo Kiowa em 1970. O objetivo da Irmandade é proporcionar as mulheres ritos de passagem e práticas eficientes para seu fortalecimento pessoal, alinhamento familiar e grupal, a cura dos desequilíbrios coletivos e planetários.

Nossos antepassados viam a passagem dos ciclos e estações observando que treze luas se passaram antes da mesma estação retornar o que chamamos de Arco Sagrado ou Roda Medicinal. Este circulo unificado representa a relação sagrada de toda a vida para toda a Terra. O Arco Sagrado, também representa o caminho anual que nossa Mãe Terra fez em torno do Avô Sol, através do céu ou órbita. A Órbita da viagem que Avó Lua faz em torno de nossa Mãe Terra é outro ciclo dando aos Ancestrais uma compreensão da importância de todos os ciclos concêntricos trazendo vida na unidade e harmonia.

Hoje os conhecimentos do Conselho das Matriarcas são transmitidos oralmente por mulheres com a missão de honrar a herança da espiritualidade feminina, fortalecer a Irmandade e promover o desenvolvimento dos dons e habilidades em outras mulheres mantendo o equilíbrio das Leis Sagradas Universais.

O vento da noite chegou clamando, batendo na minha porta, se esgueirando pelas frestas da antiga tenda e trazendo os espíritos renascidos dos ossos das Mães dos Clãs. Eu ouvi as batidas do tambor e as canções sopradas pelo vento. Tinha chegado o momento; cobri-me com meu xale e dancei a noite inteira para celebrar, pois o búfalo tinha retornado. – Jamie Sams

Ao todo serão 27 encontros, sendo 26 da jornada das Matriarcas (2 por mês) e um de fechamento em uma jornada de imersão de final de semana.

Serão dois encontros mensais onde você estará trabalhando a energia da Matriarca da Lunação. Os encontros são as quintas-feiras das 20:00 as 21:30 em São Paulo e Maceió!
Estaremos juntas trilhando a sabedoria do Clã das Matriarcas!

Será um trabalho de percepção e sensibilização da força da união e preservação dos princípios da comunidade, aliando arteterapia e meditação com suporte psicoemocional.
Estudaremos as 13 atitudes éticas, como um mapa auxiliar na jornada do crescimento, e seus temas centrais.
1 – As Relações
2 – As Tradições Sagradas
3 – A Igualdade
4 – A Visão
5 – A Escuta
6 – A Contadora de Histórias
7 – O Amor Incondicional
8 – A Curadora
9 – O Poente
10 – A Tecelã
11 – A Liderança
12 – A Gratidão
13 – A Compaixão

Polos em que aconteceram a jornada:

Maceió (AL)

Coordenação: Lívia Correia. Tel (82) 99644-8123

São Paulo

Polo Zona Oeste: Coordenação Tamaris Fontanella. Tels: (11) 2894-6936 (Net) (11) 94208-5196 (Vivo/WhatsApp) (11) 98819-9764 (Claro).
_____________________________________________________

Conteúdo e calendário abaixo:

A Primeira Matriarca: “Aquela que fala com todos os Seres” 16/03 e 30/03/2017
Guardiã do aprendizado e da verdade rege o tempo e as estações, nos ensina a sabedoria do ritmo da vida e a comunhão com a natureza para o equilíbrio do espírito.

A Segunda Matriarca: “A Guardiã das Tradições Sagradas” – 06/04 e 27/04/2017
Guardiã da Sabedoria rege as tradições sagradas e a memória do conhecimento planetário, nos dá a noção de família como um todo, reafirmando os laços com nossos irmãos da criação, nos ensina a encontrar sabedoria, aceitando o espaço sagrado de cada ser.

A Terceira Matriarca: “Aquela que pesa a verdade” – 04/05 e 25/05/2017
É a guardiã das gerações futuras, nos ensina a encontrar a verdade pessoal encarando o futuro sem medo e manifestando as nossas visões na terra.

A Quarta Matriarca: “Aquela que vê longe” – 08 e 29/06/2017
É a guardiã dos sonhos, nos ensina a usar a força de nossos pensamentos e sentimentos para alcançar o que desejamos, rege a magia da vontade e nos guia para o descobrimento de nosso potencial pessoal.

A Quinta Matriarca: “Aquela que Ouve” – 13 e 27/07/2017
É a guardiã do silêncio, nos ensina a silenciar para ouvir a voz interior que nos guia,as mensagens que estão ocultas e o silêncio pode revelá-las.Encontrando assim a calma e a paz necessária para transformarmos as nossas vidas.

A Sexta Matriarca: “A Contadora de Histórias” – 10/08 e 31/08/2017
Nos ensina o equilíbrio entre o sagrado e o profano, ensina por meio de contos e histórias já vivenciadas, preserva a tradição oral de nossos ancestrais, e busca ensinar através da experiência. Nos ensina o relacionamento correto com os nossos irmãos da criação.

A Sétima Matriarca: “Aquela que Ama Todas as Coisas” – 14/09 e 28/09/2017
Guardiã do amor incondicional, ensina o amor e a compaixão e a amar o self sem restrições.Ela nos ajuda a curar as feridas do passado.

A Oitava Matriarca: “Aquela que cura” – 19/10 e 26/10/2017
A guardiã das plantas e raízes, que nos auxilia a utilizar os poderes da natureza em nossa cura.

A Nona Matriarca: “Aquela que anda com firmeza” – 09 e 30/11/2017
É a mãe da inovação e perseverança, mostra que somos capazes de fazer mudanças por nós mesmos, nos ensina a medida adequada de vontade e poder para transmutar nossas fraquezas, a não depender dos outros para agir.

A Décima Matriarca: “Aquela que tece a teia” –  14/12/2017
Nos ensina a desenvolver nossas habilidades, destruindo limitações, nos dando o poder de materializar nossos sonhos.

A Décima Primeira Matriarca: “Aquela que protege os caminhos” –  data a ser definida
A guardiã da liderança e dos nossos caminhos, aquela que nos ensina andar com firmeza.

A Décima Segunda Matriarca: “Aquela que agradece as dádivas” – data a ser definida
Não importa a dificuldade ou desafio deve-se agradecer por essas oportunidades que nos permite desenvolver a força interior.

A Décima Terceira Matriarca: “Aquela que dá a visão” – data a ser definida
A guardiã da mudança que apoia o caminho escolhido, nos orienta nos desafios da jornada para a evolução espiritual.

Fechamento: Data a ser marcada com as participantes por ser um rito de passagem em imersão de final de semana.

_______________________________________________________

Investimento: Matrícula R$ 80,00 – 13 parcelas de R$ 90,00 (Irmandade de Thea 13 x de 70,00) – O valor da imersão de fechamento será verificado junto ao grupo porque depende da definição de escolha do local externo (sítio/chácara) que será escolhido pelas participantes.

Isenção de matrícula para integrantes da Irmandade de Thea.

Serão necessários materiais individuais de tecidos, feltros, linhas, lãs e tinta de tecido. Mais informações sobre o material será repassado as participantes após a matrícula. Link para matrícula: http://despertarfeminino.com.br/pagamentos/matriculaclamatriarcas.html

_____________________________________________________

Locais dos encontros:

Maceió (AL) – Coordenação: Lívia Correia. Tel (82) 99644-8123

São Paulo – Polo Zona Oeste: Coordenação Tamaris Fontanella. Tels: (11) 2894-6936 (Net) (11) 94208-5196 (Vivo/WhatsApp) (11) 98819-9764 (Claro). Endereço: Rua Caativa 325 – Alto da Lapa

Link para matrícula: http://despertarfeminino.com.br/pagamentos/matriculaclamatriarcas.html

www.pdf24.org    Send article as PDF   

INSTAGRAM

 

Load More
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.

TWITTER

Últimos Artigos

www.pdf24.org    Send article as PDF