persefoneCoré, ou Perséfone, é filha de Zeus, o senhor do Olimpo e Deméter, a senhora da vegetação e da produtividade da terra. Conhecida como Prosérpina pelos romanos. A palavra Coré ou Kore, em grego, significa donzela ou filha.

Hellen Reis define que o mito da descida cíclica de Perséfone ao Hades e seu retorno à superfície simboliza as estações do ano e a fertilidade da terra, assim como os mistérios femininos, que inclui a espera pelo tempo certo para que algo amadureça.

Coré-Perséfone nos mostra dois arquétipos distintos em uma mesma divindade: O da jovem virgem e o da rainha do mundo dos mortos.

Como a jovem Coré esbelta e bonita, está associada com símbolos de fertilidade: A romã, o grão, o milho e também com o narciso. Como rainha do Inferno, simboliza uma deusa experiente que reina sobre os mortos, guia os vivos que visitam o mundo das trevas e pede para si o que deseja. Coré representa a mulher presa a uma mãe dominadora e protetora. A eterna adolescente que não sabe o que quer e se deixa manipular por outras pessoas. Mesmo adulta está sempre voltada a agradar a mãe. O homem é visto como intruso nessa relação, sendo que somente um “rapto” simbólico para ajudá-la a se relacionar e a se desvencilhar da mãe. Assim como A Bela Adormecida, espera para ser acordada de seu sono.

Já como Perséfone ela representa o aspecto feminino que empreendeu a descida ao inconsciente e ao sofrimento e por isso é capaz de guiar os outros em suas jornadas. Ela alcança um desenvolvimento psicológico e uma autonomia ao entrar em contato com sua subjetividade e não ficar presa a ela. Perséfone é aquela que é capaz de regredir ao mundo interior quando necessário e de saber quando voltar para as exigências do mundo externo renovada.

Perséfone é o símbolo da função intuição, mas que amadureceu e mantém um relacionamento com sua contraparte inferior a sensação, representada pelo mundo subterrâneo e seu marido Hades. Nesse compromisso estabelecido com a realidade da sensação é possível para a intuição materializar suas ideias no mundo exterior.

Perséfone é a essência que nos auxilia em nossa descida a nossa própria profundeza. A mediadora entre a realidade externa e a subjetividade interna. É ela, portanto, quem pode nos auxiliar na compreensão do significado simbólico de nossos próprios sofrimentos e ampliar a capacidade de transcendermos.

Afirmação: Sei que é necessário o auto-conhecimento e assim me entrego cada vez mais seguindo a minha intuição na transcendência de minha alma.

sprays_deusacontemporaneas

www.pdf24.org    Send article as PDF   

One Reply to “Perséfone – Oráculo das Essências Vibracionais Despertar Feminino”

Comments are closed.