No equinócio de Outono, os raios do Sol caem perpendiculares ao equador terrestre e o dia tem a mesma duração que a noite, para todos os locais do planeta Terra.

Muher e loboIsto faz este momento muito especial, pois é o período da nossa Roda do Ano que para a natureza simboliza a segunda e última colheita antes do período de inverno que se seguirá, é o momento que o poder do Espírito do Oeste nos proporciona a Consolidação.

As energias são simbolizadas pela espiral dupla, uma que vai e outra que retorna, para nos lembrar que começamos a jornada pelo ponto mais escuro do ano e que a morte sempre é seguida pelo renascimento, da mesma maneira que o Inverno sempre é seguido pelo Verão.

Ainda não é um período voltado totalmente ao recolhimento, ainda é propício para regar e colher as suas últimas sementes, mas é um momento ideal para reavaliar o final de nosso ciclos objetivando vontade de novas atitudes ou de nossas percepções.

Hora de balanço? Ainda não, temos sementes e sonhos conquistados a festejar.

É um período excelente para honrar a sabedoria de nossos Ancestrais e os espíritos da Terra. É um tempo propício para caminhar nas florestas, colher plantas e ervas mágicas para serem usadas na nova Roda que virá.

É tempo de agradecer a Senhora da Abundância.

Teremos o inverno todo para nos recolhermos no profundo estudo de nós mesmas, mas é uma ótima oportunidade para escutar e observar o mundo interior, escutar sua alma e se preparar para a libertação da negatividade – culpas e medos – para o próximo ciclo com entrega e confiança.

É observando o que colhemos que descobrimos quais mudanças são necessárias para progredir e quando o tempo de renovação chegar entraremos na Caverna do Urso, ou desceremos as profundas escadas do Submundo no lugar de introspecção e de escutar.

O útero da Mãe Terra é representado pela caverna do Urso. É o lugar de morrer para renascer. Da nutrição e da proteção, do Feminino Profundo. faeeff82a461a1ab454e716632eaaf19

É o tempo para se encontrar consigo mesma, meditar profundamente para ser nutrida com maior energia física, colocar os pés no chão. E tudo tem seu tempo exato no ciclo da natureza.

Agora é tido como tempo de equilíbrio, gratidão e agradecimento, porque também é a segunda e maior colheita do ano.

Abençoadas sejamos nós!

Luz

Tamaris Fontanella

Tamaris Fontanella

Paulistana. “Mãe” de dois gatos (Axel e Meara). Conheceu logo no início da adolescência os preceitos do Feminino Sagrado Inovadora e Empreendedora por Natureza como uma boa Sagitariana. Criativa. Quem a conhece só um pouquinho já percebe que vive a força da Mulher Selvagem em todos os momentos de sua vida. No Espaço Ânima supervisiona e coordena as atividades dos pólos (presenciais e EAD) e atua como mestre formadora de novos terapeutas em diversos cursos. Coaching e Mentoring em Terapias Holísticas e Complementares, Psicopedagoga, Escritora com mais de15 livros publicados, Palestrante e Fotógrafa. É reconhecida como a primeira Coaching Empresarial no Brasil na área de Terapias Complementares e Holísticas no Brasil. Terapeuta filiada ao SINTE (CRT41426) e ao CRTCH (CRTCHBR 200902). Facilitadora da Unify (Sisters Circle), Movimento Mundial Global Sisterhood (http://women.unify.org/) Possui formações acadêmicas em Biologia, Administração de Redes, Pedagogia e Terapia Holística, com Especialização Terapia Energética Corporal (Instituto Pulsar), Psicoterapia Corporal e Bionergética (Centro Reichiano/ MFCR0016), Psicopedagogia (Braz Cubas), Master Coaching (Sociedade Brasileira de Coaching), Terapia Transpessoal (Instituto Plenitude), Psicologia da Aprendizagem, Didática do Ensino Superior e Constelações Familiares (Hellinger/PA). Fotografia (IFPR e Senac). Idealizadora da Theaterapia® (Terapia da Mulher), do Pompoarismo Sagrado Feminino, da rede de sororidade Despertar Feminino, da Theadança e do projeto Teia de Luz. Idealizadora dos sistemas de cura energética Goddesses Reiki®, Thea Spirit Doll® e Essências Vibracionais do Despertar Feminino®. Pioneira como Fotógrafa no Brasil a atuar no contexto do Sagrado Feminino e resgate da essência feminina com o uso terapêutico da fotografia (Theafotografia®). Atua como focalizadora de celebrações, ritos de passagem, jornadas e grupos terapêuticos com foco no despertar do feminino sagrado e na cura das necessidades físicas e psico-espirituais da mulher contemporânea. Sacerdotisa da Religião da Deusa, da Irmandade da Rosa, do Clã da Lua, Clã de Filhas de Brigit, Clã das Matriarcas e do Clã das Lobas. Formação em Medicina Andina – Sanação do ventre e do bioritmo lunar-menstrual, por Pilar Echeverry Trinidad Aguilar, e estudiosa da medicina Mapuche (Lafkenche – Abuela Maria Ester Epulef). Possui diversas certificações complementares em diversas áreas terapêuticas, psicoterapêuticas e pedagógicas: Florais, Fitoflorais, Oligoterapia, Cromoterapia, Medicina Ortomolecular, Aromaterapia, Fitoterapia, Iridologia, Auriculoterapia, Astroterapia, Radiestesia e Radiônica, Gemoterapia, Geoterapia, Arteterapia, Auriculoterapia, Danças, Xamanismo, Massoterapia Energética, Massoterapia Fisioterápica, Drenagem Linfática, RPG, Trofoterapia, Sustentabilidade e Alfabetização. Mestre em Usui, Tibetano, Kahuna, Goddesses Reiki e Celtic Reiki. Na área de atendimento atua com terapias complementares e holísticas na área da mulher e terapia associada a psicopedagogia na área infantil.

www.pdf24.org    Send article as PDF