Ar, sopro da vida.

O ar é um elemento quântico.

Ele se renova a cada inspiração e expiração.

Trazendo neste movimento, elementos novos para aquele que se preenche dele.

A cada respiração você traz uma nova partícula, molécula para dentro de si.

Ele está além tempo, além espaços e universos.

O ar que respiramos hoje, tem fragmentos microscópicos de estrelas, de outros planetas e até dos dinossauros…

O Ar nos leva a todos estes lugares já vividos e os quais iremos viver.

Seja como matéria,  sopro ou como partícula.

O ar manifesta a vida no ciclo sem fim.

Ele é movimento.

Ele é brisa ou ele é furacão.

Mas ele É.

Em sua constante mudança o ar não perde sua essência.

Ele é sempre tudo e pode estar em qualquer lugar, em qualquer forma, frequência ou velocidade.  

E ele nos ensina a constância da mudança.

A inconstância das coisas tão trabalhada em várias correntes intelectuais e espirituais.

É energia do morrer e do nascer.

Ao expirar, enviamos o que não nos serve mais e inspiramos um novo sopro, aquilo que irá nos renovar.

O Ar, com toda sutileza, nos conecta além do tempo, dos espaços e nos conecta a toda natureza.

Neste momento, e a cada segundo, não estamos todos, humanos, plantas e animais respirando?

O Ar é integração!

Respire fundo…

Renove-se!

Você está em tudo!

Seja luz! Seja paz! Seja amor!

Por Lívia Correia    


Ilustração de Bárbara Agra exclusiva para o Despertar Feminino.

www.pdf24.org    Send article as PDF   

One Reply to “Serpente e a Lua – Caminhos da Transformação – Jornada do Ar”

Comments are closed.