11 94208-5196

Devaneios da Deusa – Nos braços de Iemanjá

Reencontro, Aprimoramento e Transcendência a Energia Feminina

Devaneios da Deusa – Nos braços de Iemanjá

Linda e belo entardecer na beira do mar. As ondas quebram silenciando meus pensamentos, vem e vão me levando com elas.

iemanja“E foi nas ondas do Mar
Que entreguei os meus problemas
E aprendi a confiar
Que todo mal não dura para sempre
E que a paz é uma semente que precisa semear”

E das espumas do mar Ela surge, o cheiro de flores invade o ar da praia e ela vem ao meu encontro só para me abraçar.

“E no horizonte de um mar tão infinito
Iemanjá me acolheu e meu deu um mundo tão mais bonito
Eu abri meu coração, ela me estendeu a mão
E entreguei meu caminhar a Iemanjá”

E em seus braços aprendi que a entrega maior deve ser ao momento presente confiando que a energia da Deusa que atua em nós é criada no Hoje para alcançarmos aquilo de que precisamos.

pin_devaneiosdadeusatexto de Tamaris Fontanella

Quer saber como surgiu a coluna Devaneios da Deusa. Venha comigo, por aqui!

sprays_conselhodasyabas_500

Spray Essências Vibracionais do Despertar Feminino: Iemanjá – Amor e Saúde Emocional

Focando Segurança, Resgate, Amor e Entrega é composto por óleos essências leite de rosas e alfazema,  essências florais do 2º, 3º e 4º. Chakras, possui a cor azul.

IEMANJÁ, rainha do mar e mãe generosa. Ela é a mãe suprema dos orixás. Com carinho, ampara seus filhos queridos. Mas também pode se tornar caprichosa e instável, como as águas do mar.

A essência Iemanjá trabalha as característica do amor e dedicação, para aqueles que precisam encontrar essa frequência e para aqueles que se entregam demais aos companheiros e sua família.

Traz a energia maternal do coração cheio de bons sentimentos, mas que tem capacidade de avaliar o que realmente gosta de fazer e se dedicar as atividades que lhe tragam satisfação.

Ensina a perdoar para libertação das cobranças criadas por nós mesmos.

Grande auxiliar no trabalho de excesso de sensibilidade emocional.

Afirmação: Aprendi a perdoar a mim e e aos outros para que eu possa abrir meu coração para amar e ser amada (o).