Nas rotineiras visitas pelas floras que atendo – também trabalho com gestão de inovação em um projeto do Sebrae – sempre trago para casa uma mudinha de erva. Os preços são bem legais (R$1,50/R$2,00) e elas já possuem cerca de 15 a 30 centímetros. Ótimas para quem tem pouco espaço e quer cultivar em vasos.

Durante o tempo que morei no centro da cidade, elas ficaram em vasinhos no pequeno espaço da lavanderia. Algumas delas cresceram bem, como a arruda e a citronela, mas o pesinho de alfavaca-cravo demorou meses para mostrar alguma evolução. Hoje, depois de 3 meses direto na terra, estou espantada com seu “boom” de crescimento. Com a lua cheia, está chegando o momento de fazer sua primeira colheita. Então vamos saber quais os benefícios dessa lindeza?!

Minha Alfavaca-Cravo!

Nome: 

Ocimum basilicum, seu nome é derivado da palavra grega basileus, que significa rei. Planta da família Labiadas, também conhecida como alfavaca, alfavacão, manjericão, manjericã , manjericão da folha larga, manjericão grande, erva real, manjericão dos cozinheiros e basílica.

Lendas e Mitos:

Cercada de lendas e misticismo é considerada sagrada na índia, também conhecida como manjericão. Na Itália, o manjericão é oferecido à pessoa amada como uma prova de fidelidade, e, no campo, os jovens usam um raminho atrás da orelha quando vão cortejar uma moça.  Ela pode responder dizendo “Baccio, caríssimo” ou seja “Beije-me, querido”. Baccio é o nome do manjericão na Itália.

A alfavaca sempre foi uma planta popular na Grécia, onde se festeja o aniversário de São Basílio de Cesareia, no primeiro dia de Janeiro, é provável que não haja nenhuma ligação, mas Basílio, o Grande, nasceu em 327 na Cesareia da Capadócia, uma região ao leste da Ásia em que o manjericão crescia. Na Índia, uma espécie de manjericão é consagrada a Krishna e a Vishnu, plantada nos túmulos, é o passaporte hindu para o paraíso.

Cultivo:

Adapta-se bem em qualquer tipo de solo. Na adubação pode ser utilizado composto orgânico ou esterco de curral, bem curtido, por planta, duas vezes ao ano. A irrigação é diária e a colheita ideal é quando a planta começa a florar,  no horário entre 11:00 e 13:00 horas.

Propriedades:

Analgésica, antiemética, antifebril, antisséptico, aperiente, aromática, aromatizante, calmante, carminativa, digestivo, dispepsia nervosa, diurética, emenagoga, estimulante digestivo, estimulante, estomacal, expectorante, excitante, galactógeno, hidratante, relaxante, revigorante, sedativo, sudorífera, tônica.

Indicações:

Afta, amigdalite, angina, antraze, aumentar a lactação, bico do seio rachado, bronquite, catarro, cólica, debilidade de nervos, dispepsia, doença das vias respiratórias, dor de cabeça nervosa, dor de garganta, enxaqueca, espasmo, espinha, estagnar o sangue, febre, ferida, flatulência, fraqueza, frieiras, furúnculo, garganta, gases, gastrite, gripe, infecções intestinais, dos rins e do estômago, insônia, picada de inseto, problemas digestivos, resfriado, reumatismo, tosse, tuberculose pulmonar, vermes, vômito.

Forma de uso / dosagem indicada:

É recomendado para problemas digestivos em geral na forma de infusão, preparado adicionando-se água fervente a 1 xícara (de chá) de água fervente em 1 colher (de sobremesa) de folhas e inflorescências picadas, ministrando-se 1 xícara (de chá) do coado antes das principais refeições.

Recomenda-se este mesmo chá adoçado com 1 colher (de sobremesa) de mel para problemas das vias respiratórias (tosses noturnas, gripes, resfriados e bronquites). Em algumas regiões do país é usado para problemas da boca e da gargante na forma de bochechos e gargarejos com o seu chá em decocção, preparado fervendo-se ½ litro de água com 50 gramas de folhas secas ou 100 gramas de folhas frescas.

Contraindicações

O uso da planta em doses excessivas pode causar palpitações, sudorese intensa, hipoglicemia severa, confusão, tontura, cefaleia. Caso ocorra, o tratamento sintomático e o acompanhamento clínico pode ser necessário . Uso na gestação e na amamentação: Contra indicado na gestação e amamentação por suas propriedades galactagogas. O óleo essencial é contraindicado em ambas as situações.

Fontes:
Plantas que curam
– Faça você mesmo
– Cultivando

Cíntia Carvalho 

www.pdf24.org    Send article as PDF