Atualmente tem se discutido questões da transexualidade e obviamente esse assunto está inserido profundamente em Círculos de Mulheres, mas precisamos retirar certos véus da ignorância e certeza de que a aparência física define o que somos.

Para ir me atualizando e compreender melhor sobre, encontrei um relato interessante de uma bruxa transexual, ela conta sobre a irrelevância de levarmos em conta a aparência física e não sua Essência, rotulações de gênero podem ser limitantes impedindo de se enxergar que somos primeiramente seres humanos, particularmente concordo plenamente com as palavras dela.

Ao compreendermos que Círculos de Mulheres trabalham com a energia feminina, recebermos uma mulher transexual pode ir sendo mais fácil, mas existem coisas que umas vivenciam e outras não?

De fato…  no entanto não é a ausência ou a presença do útero ou do seio que irá definir uma mulher, vejam as que precisaram retirar o útero ou a mama, elas podem e devem participar de um Círculo de Mulheres.

Em um artigo meu abordei sobre o Despertar das mulheres, sendo que trabalhamos a Essência e a Energia Feminina, é mais do que natural que isso Transcenda o físico.

Jung traz a concepção de Anima(mulher) e Animus(homem), o que nada tem a ver com gênero físico, mas são princípios psíquicos inerente a todas as pessoas, a história e a Alma de cada um vai dar o tom desses princípios, como se relacionam.

Nossa sociedade ainda é pautada no físico, o que por muitas vezes gera confusão em compreender um homem ou uma mulher que nasceu em um corpo diferente do que se reconhece, mas nós mulheres que estamos em contato com Círculo de Mulheres, seja sendo como focalizadora ou participante, temos que entender essa Transcendência se faz necessária, o Amor e Partilha se fazem necessárias, para reverberarmos isso para fora dos Círculos.

Entendo que isso não vai acontecer do dia para a noite, é um processo, as coisas acontecem aos poucos, mas é apenas então somente no caminho do Amor e Respeito que podemos estar plenamente fortes e seguras.

Andressa Ferreira Thome

www.pdf24.org    Send article as PDF   

One Reply to “Divã da Rosa Rubra: a TRANScendência”

Comments are closed.