O que ás vezes nós vemos no outro, algum defeito ou julgamento, podem ser questões nossas refletidas no outro.

Isso ocorre porque queremos nos defender, impedir algum tipo de sofrimento e acabamos vestindo máscaras para nos proteger de nós mesmos.

Se não somos capazes de reconhecer nossos erros, quem diria o do outro!

Botar a culpa no outro é corriqueiro e esquecemos que nós mesmos nos colocamos à disposição de certas intrigas e conflitos.

Quando falamos de projeções dentro de Círculos de Mulheres é algo bem mais delicado, pois todas estão em algum nível envolvidas emocionalmente, é preciso saber ouvir a todas as participantes e lembra-las os motivos pelos quais houve um envolvimento e reciprocidade para conhecer e reconhecer que todas são imperfeitas e possuem Sombras a serem iluminadas pela Empatia e Calma para acolher até mesmo nossa ignorância de que nem tudo somos capazes de receber.

Um Círculo de Mulheres abrem certas feridas e que por mais desejosas que estejamos em sermos pessoas melhores, existem aqueles véus que nos impedem de enxergarmos nossas próprias fraquezas e limites.

Não há nada de errado nisso, como disse no texto: só queremos nos defender daquilo que é feio e que dói, mas a capacidade em reconhecer isso é muito mais belo, por isso falo tanto da necessidade de se estabelecer Confiança em um Círculo de Mulheres.

Saber o que a outra diz pode submergir conteúdos que antes a todo custo queríamos que ficasse ali num armário empoeirado.

Confiar que o Círculo é capaz de trazer à tona nossa capacidade de superar esses conflitos que não queríamos ver é real porque todas te aceitam e te recebem como verdadeiramente és: mulher Sábia capaz de ensinar com Amor, no que uma outra mulher por ventura já pode ter passado por algo semelhante que você passou.

Confia e aceita, porque és capaz de fazer as pazes com sua Sombra!

Talvez ela se rebele, o que pode acontecer, mas é ficar com o coração tranquilo que esse Útero Pulsante é capaz de te acolher, inclusive sua Sombra.

Por que  você mulher, dona de si e de suas escolhas, não seria Luz e Sombra?

Andressa Ferreira Thome

www.pdf24.org    Send article as PDF