Para algumas pessoas o verão é só amor… poucas roupas, alimentos leves e frios, cerveja com os amigos, passeios noturnos e entre outras delícias. No entanto, nem tudo são flores!

Seja você alérgico ou não, os insetos – principalmente pernilongos e “borrachudos” – sempre serão uma tormenta. Então, como alternativa para os venenos que encontramos nos mercados, a dica de hoje é cultivar plantas que agem como repelentes naturais. Confira:

1) Alhoalho

Um dos temperos mais utilizados na culinária, o alho é benéfico para espantar pragas, principalmente aquelas que costumam atacar os tomates, como os ácaros. “O alho é um excelente repelente e pode ser usado tanto plantando-se a própria planta intercalada com outras culturas como pulverizando o extrato de alho. E inseticida, bactericida e fungicida.”, afirma a Engenheira Agrônoma e colunista do Portal Mundo Husqvarna, Rosalba da Matta Machado.

2) Anis

Capaz de repelir traças, a utilidade do anis vai além dos canteiros dos jardins. O caule da planta, também conhecida como erva-doce, é comumente usado em comidas e a sua semente, em doces e licores.

3) Capuchinha

Esta é uma flor que pode até mesmo ser comestível, desde que não seja cultivada com o uso de agrotóxicos. Ela tem a capacidade de repelir nematoides, vermes que costumam atacar plantas frutíferas.

4) Erva-de-São-Marcos

 Seu aroma forte repele insetos voadores, como mosquitos e moscas. Além disso, ela é utilizada para fazer chás medicinais e na composição da água-de-cheiro.


5) Citronela

As folhas citronela são utilizadas na fabricação de repelentes, aromatizadores, sabonetes, cremes, velas, entre outros. Isso porque o óleo presente em suas folhas é responsável por repelir mosquitos, borrachudos, traças e formigas.

6) Cravo-de-defunto

A planta leva este nome porque as suas folhas têm um cheiro forte bem característico e por suas flores possuírem tonalidades amarela e alaranjada, que lembram cravos. E é justamente por causa deste odor que a planta funciona como um repelente natural de pragas, como pulgões, ácaros, lagartas, moscas domésticas e traças-das-crucíferas. Inclusive, é possível fazer um chá de cravo-de-defunto para borrifar nas plantas.

7) Gerânio

geranio

Além de enfeitar o jardim com suas flores de diversas cores, o gerânio ajuda a proteger outras plantas, pois ele é um excelente repelente natural de insetos, como mosquitos. A engenheira agrônoma e colunista da Husvarna, Rosalba da Matta Machado, conta que essa é uma eficaz solução para quem sofre com insetos de horta.

8) Losna

Com uma aparência de arbusto, a losna é planta que compõe o absinto. Seu odor forte é popularmente conhecido por repelir traças, lesmas e moscas. A razão pela qual a losna é um bom repelente, é, de acordo com Matta Machado, “devido aos princípios ativos presentes na Artemisia absinthium, que são altamente tóxicos para insetos. Neste caso deve ser usado o óleo essencial da planta”, ensina.

9) Menta

Existe uma ampla variedade de mentas, sendo umas mais e outras menos aromáticas. Porém, todas elas liberam óleos no ar, capazes de repelir diversos animais, como borboletas-da-couve, formigas e ratos. No entanto, é importante lembrar que a menta tem uma raiz invasora, ou seja, ela deve ficar em um vaso ou canteiro sozinha, mas sempre perto das outras plantas.

10) LavandaLavanda

Além de ser uma planta que pode perfumar ambientes internos, devido ao seu cheiro adocicado, e decorá-los, por causa de sua beleza, a lavanda ajuda a espantar mosquitos;

11) Tomilho

A planta, muito utilizada como tempero de carnes e molhos, tem o poder de afastar a borboleta-da-couve, espécie caracterizada pelo ataque de suas lagartas às folhas de couve, couve-flor e brócolis.

12) Alecrim

Além de repelir os mosquitos ajuda a manter gatos afastados, pois os bichinhos não gostam do cheiro da planta. Também é muito usada como condimento em pratos de assados. Dizem que o aroma do alecrim ajuda a melhorar a memória.

Fonte:
– Ecycle
– Mundo Husqvarna
– Plantei

Cíntia Carvalho 

www.pdf24.org    Send article as PDF