Na semana passada, a lua cheia me lembrou que passara da hora de dar um jeito no meu canteiro de ervas.  Confesso: há no mínimo um mês ele estava totalmente entregue as forças da natureza!rs.

Quando elas eram pequenas mudas o espaço parecia mais do que suficiente, mas depois do período de chuvas, pelo menos quatro tipos de ervas dominaram o canteiro e acabaram sufocando as colegas. Isso sem falar de outros tipos de plantas que foram nascendo espontaneamente, as popularmente chamadas “ervas daninhas”.

Posterguei por dias a manutenção, parece que na verdade eu estava fugindo das reflexões que a Mãe Terra me traz. Pois, quando entro em contato com Ela as lições são claras e objetivas. Doa a quem doer!

Arte: Alice Haibara

Aparentemente o canteiro estava lindo e cheio de vida, mas foi eu começar a tirar as ervas daninhas e fazer as podas que identifiquei quanta morte e sujeira havia li. Assim como meu coração…

Assim como elas, nos últimos meses me entreguei a minha própria natureza. Descobri coisas maravilhosas sobre mim, mas corri tanto para ser e aprender tudo, que esqueci de ir limpando as ervas daninhas e podando com verdade e determinação tudo que não me faz bem. Cresci loucamente, mas sufoquei minha paciência e meu silêncio.

Na vida, assim como no jardim, as vezes é preciso fazer uma limpa sem dó. Arrancar fora tudo que nos deixa sem vitalidade e força… tudo que nos impede de dar bons frutos e crescer. No fim, basta adubar o solo do nosso coração com boas vibrações, pessoas nutritivas e sonhos motivadores para que tudo volte a florir novamente.

Pela primeira vez consegui conversar e cantar para elas (antes achava isso coisa de gente maluca!hahahaha)… a sensação foi maravilhosa, pedir desculpas e agradecer me colocaram em conexão mais profunda.

E você, tem ouvido os ensinamentos da Mãe Terra?

Cíntia Carvalho
#despertarfeminino #saberesfemininos #meninadodedoverde

www.pdf24.org    Send article as PDF   

One Reply to “Menina do Dedo Verde: Ensinamentos Mãe da Terra”

Comments are closed.