Nós seres humanos nãos nos contentamos com o simplesmente sentir e entregar-se, queremos o tempo todo resposta do que estamos sentindo, procuramos oráculos, textos motivadores, (erroneamente) procuramos um psicólogo ou terapeuta acreditando que nossas perguntas e angústias serão sanadas.
De forma alguma nada do que está fora de nós dará respostas de fato, crenças também nada dizem pois ao passo que não cremos mais em algo a dúvida e angústia permanecem, pois não foi buscado dentro de você.

Determinadas coisas que encontramos no nosso trilhar apenas auxiliam a busca, mas o que realmente precisa ser feito e como, só você pode saber.
Arquétipos do Sagrado Feminino só te representam de fato se em alguma medida você reconhece os seus Valores, caminha sobre as suas palavras.

Dizemos sermos parte da Deusa, mas tem auto-cuidado?(psicológico, espiritual, etc)

Conhece e Respeita os seus limites?

Poder compreender como nós nos relacionamos com o meio é o que responde parte de nossas angústias, entender o que de fato nos motiva e bancar essas escolhas nos faz sentir mais seguras e confiantes, pois essas escolhas fazem parte de certos Valores que acreditamos ser de fato bom para nós.

Pergunte a si mesma:
Perceber a presença da Grande Mãe vai melhorar a sua vida em quê?

Consegue perceber que reconhecer esse Sagrado pode te dar uma rotina mais saudável?

Entende de fato quais são seus Valores?

Em que medida o Sagrado faz realmente parte da sua vida?

“A resposta parte da conexão do seu sentir, da conexão  do seu ventre e de seu coração” Tamaris Fontanella

#circulodemulheres
#despertarfeminino
#autoconhecimento
#valores
#sagrado
#divadarosarubra

Andressa Ferreira Thome

www.pdf24.org    Send article as PDF