Em tempos de contatos em busca das informações e das emoções fast-food há inúmeros “Eus” envoltos pela cegueira  na sua própria luz (contraparte de sua própria sombra), da preguiça de contato consigo mesmos, do medo de revelar a si mesmos quem realmente são, na desobrigação de ter afeto, no desvencilhamento de exercer a empatia, no medo de experienciar o amor:  imersos em uma falta de disponibilidade para olhar o outro.

Hoje com a enxurrada de infoemoções passamos, olhamos, mas não enxergamos.

Ahh “Ensaio sobre a Cegueira de Saramago”…

Ahhh véus de Maya!

Da filosofia de Sartre à psicanálise de Freud e Lacan, a questão do olhar ocupa lugar primordial na discussão da constituição do sujeito. Em Reich e Lowen, ideias convergem na dialética do olhar de que a relação com Ser e Estar nesse mundo é fundamental perpassar pelo outro. É nesse jogo de espelhos, na relação Eu-Tu que vamos nos identicando, construindo, melhorando e transcendendo na maneira como nos enxergamos e como afirmamos nosso Eu nessa existência.

Vivência Sexualidade Sagrada Despertar Feminino Theaterapia – Foto Tamaris Fontanella

O Olhar do Eu e o Olhar do Outro quando se encontram, se mergulham, se permitem a exercer uma troca, chamada Relação! A troca de reconhecimento torna-se Relação!

Não basta apenas olhar, é preciso exercitar saber olhar com os olhos, enxergar com a alma e apreciar com o coração.

Se em nossa sociedade estamos esquecendo que os Olhos são a Janela da Alma, que tal resignificar esses Olhos como a Janela do

Cerébro: 80% das informações que o nosso cérebro absorve vem dos olhos!

Quanto mais prolongado o olhar, mais significativo será o contato, a percepção, a sensação, o sentimento e a consciência!

O Olhar do Eu e o Olhar do Outro quando se encontram, se mergulham, se permitem a exercer uma troca, chama-se Relação! A troca de reconhecimento torna-se Relação!

Vivência Sexualidade Sagrada Despertar Feminino Theaterapia – Foto Satta Prem

É no outro que nos encontramos, nos desmanchamos e nos resignificamos. É no outro que afirmamos nossa existência. É no outro que aprendemos a Amar e ser Amados!

Permita-se se Entregar, Receber e Transcender pelo seu Olhar!

Assim que se olharam, amaram-se; assim que se amaram, suspiraram; assim que suspiraram, perguntaram-se um ao outro o motivo; assim que descobriram o motivo, procuraram o remédio. (William Shakespeare)

NamasThea

Tamaris Fontanella

#despertarfeminino #saberesdethea #theaterapia #cegueira #olhar #relação

Source: Saberes de Thea

Tamaris Fontanella

Paulistana. “Mãe” de dois gatos (Axel e Meara). Conheceu logo no início da adolescência os preceitos do Feminino Sagrado Inovadora e Empreendedora por Natureza como uma boa Sagitariana. Criativa. Quem a conhece só um pouquinho já percebe que vive a força da Mulher Selvagem em todos os momentos de sua vida. No Espaço Ânima supervisiona e coordena as atividades dos pólos (presenciais e EAD) e atua como mestre formadora de novos terapeutas em diversos cursos. Coaching e Mentoring em Terapias Holísticas e Complementares, Psicopedagoga, Escritora com mais de15 livros publicados, Palestrante e Fotógrafa. É reconhecida como a primeira Coaching Empresarial no Brasil na área de Terapias Complementares e Holísticas no Brasil. Terapeuta filiada ao SINTE (CRT41426) e ao CRTCH (CRTCHBR 200902). Facilitadora da Unify (Sisters Circle), Movimento Mundial Global Sisterhood (http://women.unify.org/) Possui formações acadêmicas em Biologia, Administração de Redes, Pedagogia e Terapia Holística, com Especialização Terapia Energética Corporal (Instituto Pulsar), Psicoterapia Corporal e Bionergética (Centro Reichiano/ MFCR0016), Psicopedagogia (Braz Cubas), Master Coaching (Sociedade Brasileira de Coaching), Terapia Transpessoal (Instituto Plenitude), Psicologia da Aprendizagem, Didática do Ensino Superior e Constelações Familiares (Hellinger/PA). Fotografia (IFPR e Senac). Idealizadora da Theaterapia® (Terapia da Mulher), do Pompoarismo Sagrado Feminino, da rede de sororidade Despertar Feminino, da Theadança e do projeto Teia de Luz. Idealizadora dos sistemas de cura energética Goddesses Reiki®, Thea Spirit Doll® e Essências Vibracionais do Despertar Feminino®. Pioneira como Fotógrafa no Brasil a atuar no contexto do Sagrado Feminino e resgate da essência feminina com o uso terapêutico da fotografia (Theafotografia®). Atua como focalizadora de celebrações, ritos de passagem, jornadas e grupos terapêuticos com foco no despertar do feminino sagrado e na cura das necessidades físicas e psico-espirituais da mulher contemporânea. Sacerdotisa da Religião da Deusa, da Irmandade da Rosa, do Clã da Lua, Clã de Filhas de Brigit, Clã das Matriarcas e do Clã das Lobas. Formação em Medicina Andina – Sanação do ventre e do bioritmo lunar-menstrual, por Pilar Echeverry Trinidad Aguilar, e estudiosa da medicina Mapuche (Lafkenche – Abuela Maria Ester Epulef). Possui diversas certificações complementares em diversas áreas terapêuticas, psicoterapêuticas e pedagógicas: Florais, Fitoflorais, Oligoterapia, Cromoterapia, Medicina Ortomolecular, Aromaterapia, Fitoterapia, Iridologia, Auriculoterapia, Astroterapia, Radiestesia e Radiônica, Gemoterapia, Geoterapia, Arteterapia, Auriculoterapia, Danças, Xamanismo, Massoterapia Energética, Massoterapia Fisioterápica, Drenagem Linfática, RPG, Trofoterapia, Sustentabilidade e Alfabetização. Mestre em Usui, Tibetano, Kahuna, Goddesses Reiki e Celtic Reiki. Na área de atendimento atua com terapias complementares e holísticas na área da mulher e terapia associada a psicopedagogia na área infantil.

www.pdf24.org    Send article as PDF   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.