Amaterasu e Uzume: O Sol e a Alegria

“Não somos corpos que procuram espíritos, mas somos espíritos que procuram experiências corporais”

Amaterasu é o Sol Feminino do Japão e Uzume, a Deusa Xamã da Alegria. Elas são duas Deusas irmãs, cujos caminhos se cruzaram e nunca mais se separam, pois estão intimamente ligadas.

A lenda nos conta que Amaterasu tinha um irmão chamado Susano-o, que não tinha outro prazer a não ser atormentar a irmã. Mas passou dos limites, quando um dia, matou um cavalo da Deusa (animal que lhe era sagrado) e jogou sua carcaça sangrenta sobre ela e suas auxiliares no quarto de tear. Algumas versões contam, que uma tecelã morreu de susto e, em outras, que a própria Amaterasu saiu ferida do ataque. Mas, o que realmente aconteceu é que a Deusa se assustou tanto, que se refugiou em uma gruta do céu, que tapou com uma enorme pedra, desejando que o mundo permanecesse na penumbra.

Durante a sua ausência, a escuridão e os demônios dominaram a terra. Sem seus raios de luz, todas as coisas vivas começaram a morrer. Temendo a completa instalação do caos, oitocentos deuses reuniram-se em frente a caverna, tentando persuadi-la à sair. Colocaram na árvore que rodeava a entrada da gruta um grande espelho mágico, bandeirolas de cânhamo e jóias.

Depois acenderam enormes fogueiras para iluminar o local, fazendo com que os galos cantassem achando que o dia raiava, enquanto os membros da família divina, reunidos nesse lugar, sopravam pífaros, tocavam tambor e faziam uma grande algazarra. Foi quando a Deusa Uzume teve uma grande ideia. Subiu em cima de uma tina virada e começou a executar uma dança ridiculamente obscena, mas frenética e extasiante. Os Deuses começaram a rir muito alto. Vendo que tinha conseguido chamar a atenção de todos, resolveu provocar mais. Levantou o quimono, deixando a mostra seus órgãos genitais e os seios. Houve assobios, uivos, gritos ensurdecedores, que tremeram os alicerces do Céu.

  • Cartas das 13 Sábias

    R$45,00
    Ou em até 2x de R$22,50
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar

Tanto alarido, acabou por despertar a curiosidade de Amaterasu, que afastando a pedra da entrada da gruta, resolveu espiar o que acontecia. Não cabendo em si de curiosidade, viu sua radiante beleza refletida no espelho que os Deuses haviam colocado na árvore. Ficou totalmente fascinada e embevecida diante de tanto esplendor, que saiu da caverna, esquecendo-se totalmente da sua dor e medo. Entendeu então, que daquele momento em diante, deveria ser mais determinada para continuar seus deveres no céu.

Retornou imediatamente para o seu palácio e fez votos para nunca mais se assustar com qualquer tempestade. Espelhos foram posicionados nas entradas de seus templos, para que todos que passassem por eles pudessem contemplar-se.

E foi assim, através dos risos dos Deuses provocados por Uzume e pela maravilha de seu próprio reflexo, que Amaterasu retorna de seu exílio, deixando nosso mundo novamente cheio de vida e esperança.

Muito embora Susano-o, tivesse sido desonrado por todos os outros Deuses, Amaterasu, tornou-o mensageiro de seu amor e desejos. Uzume, por sua vez, ficou imensamente feliz com o retorno de Amaterasu e a Deusa do Sol, toda vez que aparece traz sempre consigo a Alegria.

E hoje, as irmãs Sol e Alegria, chegam até nós, caminhando de mãos dadas, para ensinar-nos sobre o poder de cura do riso e da dança e lembrar-nos que nós poderemos encontrar a cura e sabedoria no humor.

 

Todos nós já passamos por períodos de nossas vidas, que nos refugiamos em cavernas escuras de nossas depressões, desilusões ou obsessões. Nós humanos somos filhos e filhas da escuridão e da luz. Estamos sempre em viagem da escuridão para a luz. E, como sabemos, cada dia é uma viagem. Da noite, saímos para o dia. Toda a criatividade desperta nesse limiar primordial, onde a luz e a escuridão se examinam e se abençoam. Só se descobre o equilíbrio da vida quando se aprende a confiar no fluxo desse ritmo antigo.

A Deusa Amaterasu além de trazer o colorido para a natureza, nos ajuda a vislumbrar as sagradas profundezas de dentro de nós. Já a Deusa Uzume vem nos dizer que o riso é a melhor forma de relaxarmos quando estamos enfrentando períodos de dificuldades.Qual foi a última vez que você deu uma gostosa gargalhada? Uzume afirma que a totalidade só será alcançada quando decidirmos rir e encararmos os desafios da vida com mais humor. Nos revela também, que é através da dança que poderemos alimentar a totalidade do riso. Os gestos são uma linguagem, que parte das profundezas do inconsciente e se abandona às pulsações divinas: o entusiasmo manifesta a presença de nossa Deusa interior. A dança simboliza e reclama a ação Desta. A dança religiosa e cósmica é um rito de identificação com a Deusa e sua Criação. A dança é ainda, um símbolo de libertação dos limites, que converteu-se em uma manifestação da vida espiritual. As danças rituais são uma maneira de se restabelecer as relações entre Céu e Terra e reclamam: chuva, amor, vitória e fertilidade.

Com Amaterasu e Uzume, brilhamos com alegria, florescemos nas adversidades e sorrimos com facilidade.

Amaterasu é a Deusa sintoísta do Sol no Japão. O sintoísmo incita a veneração do passado, o respeito à velhice, o amor à pátria e o carinho pelos mortos, pois eles protegem aqueles que os amaram. O sintoísmo, que conta com vinte milhões de fiéis, não tem fundador, nem dispõe de livros sagrados.

  • Oferta!

    Constelando o Feminino

    R$250,00 R$220,00
    Ou em até 2x de R$110,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Especialização Menina Mágicka: O Voo da Águia

    R$80,00R$1.400,00
    Ou em até 2x de R$40,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Ver opções
  • Especialização Menina Mágicka: Resgate da Alma 2020

    R$80,00R$1.000,00
    Ou em até 2x de R$40,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Ver opções
  • Oferta!

    Essências Vibracionais Despertar Feminino (curso a distância | online)

    R$300,00 R$260,00
    Ou em até 2x de R$130,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Livro Celtic Reiki: Manual Do Terapeuta

    R$39,00
    Ou em até 2x de R$19,50
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Livro Herbanário Sagrado: a fitoterapia ancestral

    R$72,00
    Ou em até 2x de R$36,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Livro Introdução a Terapia Floral Bases e atendimento ao cliente

    R$40,00
    Ou em até 2x de R$20,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Livro Mandaleando: Onde eu estiver, aonde quer que eu vá

    R$36,00
    Ou em até 2x de R$18,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Livro Pompoarismo: Reinvente sua vida sexual e melhore sua saúde genital

    R$55,00
    Ou em até 2x de R$27,50
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Livro Reiki Usui, Tibetano e Kahuna: O Despertar

    R$46,00
    Ou em até 2x de R$23,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Livro Terapia Floral: Florais de Austrália (Manual do Terapeuta)

    R$55,00
    Ou em até 2x de R$27,50
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Livro Toque Terapêutico: Manual do Terapeuta

    R$55,00
    Ou em até 2x de R$27,50
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • Oferta!

    Livro Vida Mais Positiva: Caderno de Escrita Criativa

    R$62,00 R$50,00
    Ou em até 2x de R$25,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • O Rosário das Matriarcas – Livro

    R$55,00
    Ou em até 2x de R$27,50
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar
  • São Paulo – A Arte das Benzedeiras (Presencial)

    R$230,00
    Ou em até 2x de R$115,00
    Sem Juros - PagSeguro
    Comprar

No Japão, dia 3 de fevereiro é o dia das famílias honrarem Amaterasu, dizendo adeus ao Inverno e dando boas-vindas ao Sol durante o festival Setsubun. Muitas lanternas são acesas para comemorar o retorno da luz e calor. Seu nome completo é Amaterasu-o-milha-kami e significa: Deusa gloriosa que brilha nos Céus.

Foi Amaterasu também, que ensinou o homem a cultivar o arroz e o trigo, a criar o bicho-da-seda e tecer com um tear. É Ela ainda, que agita o Caldeirão do Tempo e dá forma as nuvens.

Após a Segunda Guerra Mundial, a família real japonesa reivindicou a descida de Amaterasu, e como descendente mítico Dela, o Imperador foi considerado oficialmente divino.

As Deusas residem dentro de nós. Nós somos aspectos materiais das Deusas, verdadeiras extensões Delas. Não somos corpos que procuram espíritos, mas somos espíritos que procuram experiências corporais.

Texto pesquisado e desenvolvido por Rosane Volpatto