Na Atlântida as Sacerdotisas da Deusa reuniam-se em círculos de doze mulheres para ancorar a energia de paz e harmonia. Elas foram chamadas de Irmandade da Rosa.

  Essas Sacerdotisas eram as curadoras e tinham outros poderes especiais, como por exemplo, a interpretação dos sonhos, controle do clima, utilizando tranças ou penteados estranhos dos cabelos com nós de poderes mágickos.

As sacerdotisas da Irmandade da Rosa manifestavam aos dirigentes fatos distantes ou fatos ainda a ocorrer.

No antigo Egito temos a presença dessa Irmandade é reconhecida nas Sacerdotisas de Ísis, a rosa é um símbolo sagrado da Deusa Ísis.  Na ilha de Filas, no Alto Nilo, o culto a Ísis persistiu até ao século VI, ou seja, muito tempo após a ascensão do cristianismo e a subsequente supressão do paganismo.

Os templos de Ísis difundiram-se além das fronteiras do Egito. Em muitos locais, em especial em Biblos, o seu culto assumiu o lugar da deusa semita Astarte, na época do helenismo, devido aos seus atributos de protetora e mãe, assim como ao seu aspecto luxurioso, adquirido quando ela incorporou alguns dos aspectos de Hator, ela tornou-se padroeira dos que circulavam no mar Mediterrâneo.

No tempo de cruzadas, a Irmandade da Rosa foi a contraparte feminina dos Templários. Durante a 2.ª Guerra Mundial, elas tentaram influenciaram alguns dos líderes nazis,  convencendo-os com sucesso para formas mais pacíficas, e, assim, salvar muitas vidas.

O trânsitos de Vênus-Sol entre 2004 e 2012 reativaram os poderes da Irmandade da Rosa. O Grande Trígono de Eris, Lilith e Chariklo ativou o arquétipo da Deusa neste planeta a um nível mais profundo do que nunca. Um avanço da consciência do arquétipo suprimido da Deusa no inconsciente coletivo que a nível planetário nasceu e ativou fortemente os Movimentos de Resistência e da Frota Pleiadiana sobre a direção da energia amorosa para a humanidade.  Nessa ativação foi solicitado pelas Forças da Luz que mulheres e homens, com conexão interna com a Deusa, começassem a reunir-se em grupos para reativar a Irmandade da Rosa.

Esses grupos se reúnem desde então fisicamente para invocar a energia da Deusa,  com caminhos de autoconhecimento e de expansão planetária, invocando as energias das Deusas do Amor e da Harmonia existentes nas história de toda a humanidade amparados pela manifestação dos Sete Selos da União.

irmandadedarosa

OS SETE SELOS

1° – A União na União –  A Entrega a Luz do Coração

2° – A União na Liberdade – A Libertação da Noite Escura da Alma

3° – A União na Consciência – A Introjeção da Luz da Alma

4° – A União na Vida – A Recepção da Herança Infinita

5° – A União na Luz – A Transcedência da Luz da Alma

6° – A União no Amor – O Ser de Infinita Luz

7° – A União na Paixão – O Ser da Nova Era

A Deusa Ísis

irmandade1Essa Deusa amada por tantos e por tanto tempo é sempre zelosa por seus filhos e sua presença é sempre reconfortante. Sempre tem algo a nos ensinar e sempre é solicita para aqueles que estão abertos aos seus ensinamentos.

Ísis tem sua origem no Antigo Egito, onde era chamada de Aset, o que quer dizer literalmente “trono”. Seu símbolo é o hieróglifo do trono, onde, através desse símbolo, tem inerente nela o poder de dar o direito de governar aos soberanos, onde os próprios faraós se auto intitulavam Hórus, que seria o filho de Ísis. O Faraó quando sentado em seu trono, está sentado sobre o colo de Ísis e está sobre sua proteção mágica.
Aset, no princípio era uma Deusa relacionada a cura, mas com o passar do tempo e com o crescimento de seu culto foi absorvendo os poderes de outras divindades, tornando-se a divindade egípcia cultuada por mais tempo, onde até nós dias atuais seu sacerdócio perdura, claro que não como antes, porém existe em muitas culturas neo-pagãs com foco central nessa divindade.
Com a chegada dos gregos por volta de 304AEC, Ísis passou a ser cultuada não somente no Egito, mas seu culto propagou-se por todo o império Grego, estendendo-se até mesmo a atual Portugal, e perdurou até o ano de 394EC.
O nome que Aset recebeu em grego, Ísis, quer dizer “A Antiga”, e ela é tida como uma Deusa universal, onde fundiu-se com os mitos de outras Deusas, sendo que essas passaram a ser vistas muitas vezes como aspectos de Ísis.

Ísis é simbolizada muitas vezes como uma Deusa Alada, as Asas representa sua amplitude e seu poder celeste. Além disso, Ísis é geralmente representada com as Asas quando a encontramos no aspecto de Maat, deusa da verdade, personificação da justiça. As Asas de Ísis são um símbolo de proteção.
A estrela é um símbolo muito comum a Deusa Ísis também, pois ela é identificada com a estrela Sirius dos gregos. Conhecida nesse aspecto como Sóthis (em grego) e como Sopdet em Egípcio Antigo, ela trazia o anuncio da cheia do rio Nilo e representava a chegada de um novo ano. Seu nome egípcio que dizer “A que restaura a ordem”, o que trás a conotação de um novo começo, um novo ano.
A rosa também é um símbolo amplamente utilizado para a Deusa Ísis nos tempos atuais, e representa o poder do renascimento, da regeneração da vida e da criação. Representa o poder que temos de resgatar-nos de nossa própria sombra e desabrochar para uma nova vida. De nossas sombras encontramos a luz trazida por Ísis.
Cores

É pelo poder de Ísis, através de seu amor, que o homem afogado na luxúria e na paixão, eleva-se a uma vida espiritual. Ísis, antes de tudo, é provedora da vida. Comumente é representada amamentando seu filho Hórus, pois ela é a mãe que nutri e alimenta tudo que gera. Ísis com seu bebê no colo, acabou transformada na Virgem Maria com o menino Jesus.

NOSSOS ENCONTROS

O Universo, o Mar, a Paixão, quando unem-se formam algo impar e transcendente; todos já o experimentaram alguma vez, de alguma forma, ao ter-se conectado plenamente com o outro; esse outro que tem esperado sua parte do tesouro que chamam Vida.

Esse tesouro não é nada mais que momentos compartidos e vividos na totalidade da união, da conexão com o Todo; um instante mágico de compreensões e identificação com a Força da Vida, que transborda em eternas e etéreas existências de seres audazes, que não temem a exuberante dita da entrega total.

Nossos encontros são guiados pela energia da entrega imediata, sem pensamentos nem dúvidas, sem explicações, porque a Vida não precisa de explicações, ela somente é, e sempre será, a todos aqueles que lhe permitam expressar-se através do seu Ser.

Nos encontros entregamos a nossa energia para a abertura dos Sete Selos, pelo caminho do amor e vivenciamos as Uniões Verdadeiras.

Permita-se Ser e Expandir, Conectar-se com sua fonte de Sabedoria

Verifique as próximas datas em nosso calendário

Jornada ministrada em diversas cidades. Verifique as próximas datas em nosso calendário

Quer levar a jornada para sua região. Entre em contato para tecermos esse momento mágico!

www.pdf24.org    Send article as PDF